Post 2 da Série Quarentena: Por onde começar?

#Série_QuarentenaSe a sua intenção é fazer curso técnico ou graduação, sugiro começar por traduzir o seu histórico escolar do ensino médio. O histórico + tradução oficial e certificada serão o ponto de partida para a escola/universidade decidir se você pode acompanhar o curso que você tem interesse.

Ressalto que, quem concluiu o ensino médio do Brasil geralmente tem seus estudos reconhecidos como AS Levels aqui. Em simples palavras: você tem um nível a mais do que o GCSE, que eles geralmente pedem para quem quer fazer técnico ou graduação. Só fique avisado que a única exceção é para a matéria “inglês”, que estudamos no Brasil como segunda língua. Então, eles pedirão para você fazer uma prova de inglês para provar o seu nível, caso você já não tenha o IELTS ou algo similar.

Os que querem fazer pós precisam apresentar o diploma (ou certificado) + histórico escolar da graduação e, pelo menos, uma carta de recomendação de ex-professor ou ex-empregador. Todos os documentos precisam ser traduzidos por tradutor oficial e certificado. Muitas vezes, faço a tradução simples de carta de recomendação que o professor/empregador rascunhou para que ele “copie e cole” a versão em inglês em seu papel timbrado, assine e carimbe, facilitando a vida de todos!

Então, se o seu objetivo é estudo, continue grudado aqui porque trarei mais informação sobre como trilhar este caminho em algum post futuro.

Porém, se a sua intenção é entrar no mercado de trabalho, há vários caminhos a percorrer, dependendo da sua formação. Em alguns casos, como para o pessoal das áreas de TI e administração, por exemplo, é só fazer um super CV, dar uma boa atualizada no LinkedIn e sair a procura de uma vaga. Se a sua formação é na área da saúde, como fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, etc., você terá que ser registrado no conselho profissional da sua categoria. Outros, ainda, mesmo antes de se registrarem no conselho, precisarão ter as suas qualificações analisadas pelo NARIC.  É o caso dos dentistas, por exemplo. Poucos outros terão um caminho mais árduo a percorrer. Mas até estes últimos podem sim encontrar uma luz brilhante no fim do túnel.

Logo, se o seu objetivo é trabalho, continue ligado aqui também. Darei dicas para fazer um bom CV no modelo britânico, dar um up no seu perfil do LinkedIn, redigir cover letter, procurar se a sua profissão exige registro em conselho profissional, e muito mais.

E aí? Vem comigo?

Comentário:

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s